• 27/08/2018 - BOLETIM MÉDICO
    Fechar

    BOLETIM MÉDICO

    A segunda temporada de ‘Sob Pressão’, série médica protagonizada por Marjorie Estiano e Julio Andrade, tem previsão de estreia para outubro. Nessa nova fase, Carolina (Marjorie Estiano) volta mais forte e troca alianças com Evandro (Julio Andrade). Atriz, que dá vida à cirurgiã, acredita no amor e cumplicidade dos dois, mas define a relação quase como um porto seguro.

    Com direção artística de Andrucha Waddington e direção de Andrucha e Mini Kerti, Sob Pressão é uma coprodução da Globo com a Conspiração Filmes. A segunda temporada tem supervisão de texto de Jorge Furtado, e redação final de Lucas Paraízo, que escreve os episódios com Antonio Prata, Marcio Alemão e André Sirangelo
    Fonte: Estadão

  • 21/08/2018 - “As Boas Maneiras’, “Entre Irmãs” e “Paraíso Perdido” são selecionados na primeira etapa do Oscar 2019
    Fechar

    “As Boas Maneiras’, “Entre Irmãs” e “Paraíso Perdido” são selecionados na primeira etapa do Oscar 2019

    O Ministério da Cultura (MinC) finalizou a primeira etapa do processo de escolha do longa-metragem brasileiro que disputará uma das vagas entre os cinco indicados ao prêmio de Melhor Filme em Língua Estrangeira do Oscar 2019, que será realizado no dia 24 de fevereiro, em Los Angeles (EUA), pela Academy of Motion Picture Arts and Sciences. A novidade deste ano é o expressivo aumento na representatividade feminina. Dos 22 filmes habilitados, nove foram dirigidos ou codirigidos por mulheres, um percentual de 40,9%. Em 2017, dos 23 longas selecionados, apenas quatro tiveram mulheres na direção.

    Os longas dirigidos por mulheres que participam da disputa são O Caso do Homem Errado, de Camila Lopes de Moraes; Encantados, de Tizuka Yamasaki; Aos Teus Olhos, de Carolina Jabor; Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg; Como é Cruel Viver Assim, de Julia Rezende; O Desmonte do Monte, de Sinai Mello e Silva Sganzerla; e O Animal Cordial, de Gabriela Amaral Almeida. Além desses, Alguma Coisa Assim, de Mariana Bastos e Esmir Filho; e As Boas Maneiras, de Juliana Rojas e Marco Dutra, foram codirigidos por cineastas mulheres.

    Também participam do processo seletivo os longas Ex-Pajé, de Luiz Bolognesi; Dedo na Ferida, de Silvio Tendler; Ferrugem, de Aly Muritiba; Antes Que Eu Me Esqueça, de Tiago Arakilian; Yonlu, de Hique Montanari; Não Devore Meu Coração, de Felipe Bragança; Talvez Uma História de Amor, de Rodrigo Spada Bernardo; Canastra Suja, de Caio Sóh; Entre Irmãs, de Breno Silveira; O Grande Circo Místico, de Cacá Diegues; Benzinho, de Gustavo Pizzi; Além do Homem, de Willy Biondani; e Unicórnio, de Eduardo Nunes.

    O representante brasileiro será escolhido pela Comissão Especial de Seleção, formada por membros indicados pela Academia Brasileira de Cinema (ABC). O anúncio do longa selecionado será no dia 11 de setembro, na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

  • 18/08/2018 - “Sob Pressão” é eleita melhor série pela Associação de roteiristas
    Fechar

    “Sob Pressão” é eleita melhor série pela Associação de roteiristas

    A Associação Brasileira de Autores Roteiristas anunciou nesta sexta-feira (17) os vencedores do prêmio dedicado aos melhores de 2017 em televisão e cinema. Como ocorreu na primeira edição, homenageado do ano foi um autor de novelas, Glória Perez. Lucas Paraizo, um dos autores da série “Sob Pressão” e do filme “Gabriel e a Montanha”, foi escolhido roteirista do ano.

    Três programas muito elogiados em 2017 venceram nas suas respectivas categorias: “Malhação – Viva a Diferença” (novela), “Sob Pressão” (série dramática) e “Filhos da Pátria” (série de comédia).

    Além de vencer na categoria melhor série, Sob Pressão levou o prêmio de Roterista do ano com Lucas Paraízo.
    Os indicados ao prêmio Abra foram escolhidos entre 400 trabalhos exibidos em 2017 na TV e no cinema.

    Como outros prêmios do gênero, nos Estados Unidos e na Europa, neste só podem votar os próprios roteiristas associados.

    Uma das novidades é a categoria “roteirista do ano”, dedicado a profissionais que se destacaram com mais um programa ou filme na temporada. A cerimônia de premiação ocorreu na Cinemateca Brasileira, em São Paulo.

    Leia mais:

  • 17/08/2018 - “As Boas Maneiras” estreia em Los Angeles
    Fechar

    “As Boas Maneiras” estreia em Los Angeles

    A fábula gótica Boas Maneiras (Good Manners, título em inglês) dos aclamados diretores brasileiros Juliana Rojas e Marco Dutra chega as telas grandes aqui nos Estados Unidos. Vencedor do Prêmio do Júri no Festival de Cinema de Locarno, Boas Maneiras já está em cartaz desde o dia 27 de julho no IFC Center em Nova York e estreia na próxima sexta-feira, dia 17 de agosto, no Laemmle’s Royal Theatre, em Los Angeles (CA).

    O longa, ambientado na cidade de São Paulo, acompanha Clara, uma solitária enfermeira da periferia, que é contratada por Ana, uma mulher misteriosa e rica, para ser babá de seu filho que está prestes a nascer. Elas acabam se envolvendo e criando um vínculo forte e afetivo. Mas tudo muda em uma noite de lua cheia.
    No elenco estão a atriz brasileira Marjorie Estiano, a atriz portuguesa Isabél Zuaa, Miguel Lobo, Cida Moreira, Andrea Marquee, Felipe Kenji, Neusa Velasco, Nina Medeiros, entre outros.

    Esse longa marca a segunda colabaração dos cineastas na direção e roteiro. Eles já fizeram juntos Trabalhar Cansa (Hard Labor, título em inglês) de 2011. Com a cinematografia impecável de Rui Poças, Boas Maneiras é uma história inesperada e comovente de um lobisomem através da sociedade brasileira moderna.

  • 15/08/2018 - As Boas Maneiras participa do Festival de Cinema de Quito
    Fechar

    As Boas Maneiras participa do Festival de Cinema de Quito

    O Festival Internacional de Cinema de Quito, o espaço de encontro mais importante para o cinema de ficção na capital, atingiu em 2018 sua terceira edição.

    Foram cerca de 1200 filmes, incluindo curtas e longas-metragens de 86 países, que fizeram parte do processo de seleção este ano; obras dos mais variados temas e estilos, principalmente produzidos e dirigidos por jovens cineastas de todas as latitudes.

    Esta terceira edição do FICQ é carregada de filmes inesquecíveis em todas as suas formas.
    A apresentação especial fica por conta de “As Boas Maneiras”, protagonizado por Isabél Zuaa e Marjorie Estiano, de Marco Dutra e Juliana Rojas, que confirma a vontade de romper com tudo que é previsível.

    E pela primeira vez, o Festival inclui dentro de sua programação a cinematografia de um país convidado: Portugal. Dez grandes filmes que fazem parte da Portuguese Film Week participam da programação.