• 19/07/2018 - Marjorie Estiano é finalista no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2018
    Fechar

    Marjorie Estiano é finalista no Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2018

    A Academia Brasileira de Cinema acaba de divulgar a lista com os filmes finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2018. “Bingo, o Rei das Manhãs”, de Daniel Rezende, é o campeão de indicações (15), seguido por “A Glória e a Graça”, de Flávio Tambellini (10) e “Como Nossos Pais”, de Laís Bodanzky (10).

    Este ano, a disputa reúne 36 longas e 20 curtas nacionais, além de 5 longas estrangeiros, que concorrem ao Troféu Grande Otelo em 25 categorias. Com direção de Ivan Sugahara, a cerimônia será realizada no dia 18 de setembro, na Cidade das Artes, no Rio, com transmissão ao vivo do Canal Brasil para todo país. A grande homenageada da noite será Fernanda Montenegro, que celebra 75 anos de carreira.

    Marjorie Estiano concorre na categoria Melhor Atriz por sua atuação em “Entre Irmãs”. Além de Marjorie, o longa concorre em outras 5 categorias: Melhor Atriz Coadjuvante (Leticia Colin), Melhor Ator Coadjuvante (Claudio Jaborandy), Melhor Roteiro Adaptado, Direção de Arte e Figurino.

    Os finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro são escolhidos pelos sócios da Academia em votação sigilosa pela internet, apurada pela PwC. Os vencedores serão escolhidos no segundo turno, quando além dos membros da Academia, o público vota nos seus favoritos nas categorias Melhor Longa-Metragem Ficção, Melhor Longa-Metragem Documentário e Melhor Longa-Metragem Estrangeiro.

    Leia mais:

  • 12/07/2018 - Série ‘Sob Pressão’ ganhará terceira temporada na Globo
    Fechar

    Série ‘Sob Pressão’ ganhará terceira temporada na Globo

    Antes mesmo de estrear a segunda leva de episódios, prevista para entrar no ar em setembro, a Globo deu sinal verde para uma terceira temporada da série médica “Sob Pressão”.

    A direção da emissora vê a produção com bons olhos e acha que ainda há muito a se explorar no roteiro ambientado em um hospital público. Com isso, Marjorie Estiano e Júlio Andrade seguirão afastados das novelas, pelo menos por enquanto.

  • 04/07/2018 - Cinema da Fundação exibe terror brasileiro “As Boas Maneiras”
    Fechar

    Cinema da Fundação exibe terror brasileiro “As Boas Maneiras”

    A francesa Cahiers du Cinéma, umas das mais respeitadas publicações sobre cinema do mundo o chamou de “bela surpresa brasileira”.

    Ganhou o prêmio especial do júri no 70º Festival de Locarno, na Suíça, e cinco no Festival do Rio, entre eles, os de melhor longa de ficção segundo júri e crítica. O filme em questão é o excelente As Boas Maneiras, da dupla Juliana Rojas e Marco Dutra, obra que chega esta semana ao Cinema da Fundação.

    Leia mais:

  • 03/07/2018 - Paraíso Perdido faz parte do Festival Internacional de Mulheres no Cinema, FIM18.
    Fechar

    Paraíso Perdido faz parte do Festival Internacional de Mulheres no Cinema, FIM18.

    Paraíso Perdido faz parte do Festival Internacional de Mulheres no Cinema, FIM18.

    Entre 4 e 11 de julho no Cinesesc e Espaço Itaú-Augusta, em São Paulo.

    O nome FIM não é à toa.

    Quer-se o fim da sub representatividade das mulheres e do predomínio masculino atrás das câmeras e no mercado cinematográfico.

    É a primeira edição da mostra competitiva, nacional e internacional, de longas dirigidos por mulheres.
    Diretoras como Julia Rezende, Lúcia Murat, Alice Riff, Amanda Kamanchek, Bia Lessa, Eliane Caffé, Fernanda Frazão, Lívia Perez, Mônica Simões e Susanna Lira presentes.

    Na abertura, Que Língua Você Fala?, primeiro filme da artista plástica Elisa Bracher, documentário que cruza Brasil, Índia e Inglaterra sobre o atual movimento migratório.

    Monique Gardenberg encerra a mostra dia 11 com Paraíso Perdido (de 2017), que traz em seu enredo um melodrama centrado numa complexa família, que foge dos padrões impostos pela sociedade.

    Em foco a diversidade cultural, social e étnica: Zezé Motta, de Xica da Silva de 1976, e Quilombo de 1984, de Cacá Diegues, é homenageada.

    Promovem-se também debates e cursos com profissionais mulheres que trabalham em vários estágios da produção cinematográfica, da criação, direção, distribuição à crítica.

  • 29/06/2018 - “Todo Clichê do Amor” de Rafael Primot, participa do Festival de Cinema Brasileiro na Itália
    Fechar

    “Todo Clichê do Amor” de Rafael Primot, participa do Festival de Cinema Brasileiro na Itália

    “Todo Clichê do Amor” do diretor Rafael Primot, participa do Festival de Cinema Brasileiro na Itália

    Considerado o mais importante festival de cinema brasileiro da Itália, Agenda Brasil alcança a sua sétima edição, em Milão, de 17 a 29 de julho. Produzido pela brasileira Christoffel Produções e Promoções e organizado pela italiana Associazione Vagaluna, o evento é realizado com o patrocínio do Ministério da Cultura (MinC) e do Consulado Geral do Brasil em Milão, em colaboração com a Fondazione Cineteca Italiana e com o Padiglione d’Arte Contemporanea (PAC) – Prefeitura de Milão, e o apoio da Embaixada do Brasil em Roma.

    Além da sétima arte, o público poderá do festival mergulhar no universo cultural brasileiro através das artes plásticas, música, literatura, dança, capoeira, em várias iniciativas espalhadas pela cidade.

    O festival de cinema abre a intensa programação e vai ocupar a histórica sala do Spazio Oberdan com 16 longas-metragens, sendo 14 em competição, de 17 a 22 de julho. Para os cinéfilos, a variada oferta compreende filmes de ficção e documentários, divididos em duas categorias competitivas, que serão julgados por especialistas do setor e do mundo cultural lusófono. O público também poderá votar seus filmes preferidos.
    Duas comédias darão o tom humorístico às sessões. “Todo Clichê do Amor”, de Rafael Primot, com Maria Luísa Mendonça, Débora Falabella e Marjorie Estiano, joga com bizarras histórias interligadas. “Antes Que Eu Me Esqueça”, de Thiago Arakilian, foca em um juiz aposentado de 80 anos (interpretado por José de Abreu) que decide abrir uma boate, entrando em conflito com a família.