• 28/05/2019 - Hemorio realiza campanha Mulher mais Solidária. A atriz Marjorie Estiano é a madrinha desse ano
    Fechar

    Hemorio realiza campanha Mulher mais Solidária. A atriz Marjorie Estiano é a madrinha desse ano

    O Hemorio, órgão da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, promove, nos dias 29, 30 e 31 de maio, mais uma edição da campanha ‘Mulher + Solidária’. A ação busca aumentar o número de doadores de sangue entre as mulheres, que representaram 42% dos voluntários em 2018. A meta do hemocentro coordenador do estado é ter 50% de doadoras.

    Durante os dias da campanha, o salão de doadores da unidade recebe decoração especial e uma programação pensada para elas. Estão previstas esquetes teatrais sobre violência contra a mulher, aulas de artesanato, bazar solidário, aula de automaquiagem, aferição de pressão arterial, dicas de nutrição, distribuição de mudas de plantas doadas pelo projeto Replantando Vida, da Cedae, além de sorteios de kits da L’Oréal.

    A atriz Marjorie Estiano é a madrinha desse ano, que contará também com a presença da cabeleireira Cleusa Cruz, a “Cleusa de Mala e Cuia”, que mobilizou a internet por conta da sua história de separação. Nos 16 anos da ação, atrizes como Cleo Pires, Luiza Brunet, Maitê Proença, Cacau Protásio, Suzy Rego, entre outras, cederam sua imagem para apoiar a causa.

    A Cruz Vermelha e o SENAC colaboram com a ação cedendo profissionais para aferição de pressão arterial, serviços de massoterapia, entre outros.

    Pré-requisitos
    Para doar sangue é necessário apresentar um documento oficial de identidade com foto, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e estar bem de saúde. Não é necessário estar em jejum, mas o voluntário deve evitar alimentos gordurosos quatro horas antes de realizar a doação e não ingerir bebidas alcoólicas 12 horas antes. Mulheres podem doar de três em três meses, até três vezes por ano.

    Serviço

    Local: Rua Frei Caneca, 08 – Centro

    Datas: 29, 30 e 31 de maio – De quarta a sexta-feira

    Horário: 7h às 18h

    Disque Sangue: 0800 282 070

  • 27/05/2019 - O Cine na Praça tá de volta só com filmão na programação
    Fechar

    O Cine na Praça tá de volta só com filmão na programação

    Aquele cineminha a céu aberto e de graça, do jeitinho que a gente gosta, está de volta na programação de São Paulo! A partir de junho, o Cine na Praça volta a oferecer uma das mais gostosas experiências cinematográficas da cidade!

    A programação começa com o Ciclo Orgulho em Todas as Cores, em que são exibidos cinco longas sobre diversidade sexual. O destaque dessa programação fica para o nacional “Paraíso Perdido”, de Monique Gardenberg, exibido especialmente na sexta, dia 21, acompanhado de uma roda de conversa sobre diversidade com a professora Sheila Costa.

    Neste dia, o cantor paraense Jaloo, protagonista do filme se apresenta para o público seus hits, como “Chuva”, “Say Goodbye” e “Céu Azul”. Também fazem parte da programação, os longas “Bohemian Rhapsody”, sobre a vida de Freddie Mercury a frente da banda Queens; “A Garota Dinamarquesa”, com Eddie Redmayne e a vencedora do Oscar Alicia Vikander; o romance lésbico “Desobediência” e “XXY”, que conta a história de uma criança hermafrodita e a luta de sua família contra os médicos que desejam corrigir a ambiguidade genital.

    A volta do Cine na Praça acontece no dia 6 de junho e o Ciclo Orgulho em Todas as Cores se estende até o dia 27, sempre de quinta-feira, às 19h. Exceto a apresentação especial do filme “Paraíso Perdido” com show do Jaloo e roda de conversa com Sheila Costa, que rola na sexta, dia 21 de junho, às 18h. Toda a programação do Cine na Praça tem entrada gratuita.

    Confira a programação

  • 26/05/2019 - Marjorie Estiano e Sergio Guizé protagonizam o filme ‘Beatriz’, rodado em Lisboa – Confira o novo trailer
    Fechar

    Marjorie Estiano e Sergio Guizé protagonizam o filme ‘Beatriz’, rodado em Lisboa – Confira o novo trailer

    Previsto para estrear no Brasil em 6 de junho, longa traz autor que escreve um romance utilizando a vida de sua própria mulher como inspiração

    Alguém é capaz de tirar alguém de você? Até onde pode ir o amor da gente por uma pessoa? É possível abandonar a mulher depois que ela se transforma na personagem de um livro seu? Estas e outras questões são o pano de fundo do filme “Beatriz”, estrelado por Marjorie Estiano e Sergio Guizé, que narra uma relação amorosa e suas obsessões. O longa tem direção de Alberto Graça e foi rodado em Lisboa. A estreia será no dia 6 de junho.

    Na capital portuguesa, Marcelo escreve um romance utilizando a vida de sua própria mulher, Beatriz, como inspiração para a história. A criação toma rumos perigosos, comprometendo o amor que sentem um pelo outro. Situações limite que levam Beatriz ao questionamento: “como te amar sem me odiar”?

    Fascinada pela proposta do livro, Beatriz alimenta os desejos e impulsos propostos pela personagem criada por ele. A partir daí, eles se expõem cada vez mais em um perigoso jogo de sedução com estranhos. O processo de criação domina o casal.

    O ciúme torna esses jogos eróticos cada vez mais perigosos, envolvendo estranhos e pondo em cheque os limites da relação do casal.

    O filme ainda tem no elenco nomes como Beatriz Batarda, Lúa Testa, Xavier Estevez, Margarida Marinho, Luís Lucas, Nerea Barros, Gustavo Vargas e José Barato.

    O diretor comenta que se baseou no campo da psicologia e psiquiatria para desenhar a relação de Beatriz e Marcelo, utilizando o conceito de “folie à deux”, ou loucura a dois. Uma espécie de transtorno compartilhado, que passa de um para o outro, uma relação de dominância e submissão.

    Confira o novo Trailer!

  • 24/05/2019 - Canal Brasil reestreia O Tempo e o Vento – A Série nesta sexta-feira (24)
    Fechar

    Canal Brasil reestreia O Tempo e o Vento – A Série nesta sexta-feira (24)

    A Série, que nada mais é do que a versão cinematográfica mais recente da obra de Érico Veríssimo exibida em episódios.

    O filme homônimo, dirigido por Jayme Monjardim, recebeu uma adaptação para se transformar em uma série de três episódios, trazendo cenas inéditas e concedendo mais espaço a alguns personagens de menor relevância no longa. Adaptação do texto épico de Erico Veríssimo, a série tem Fernanda Montenegro, Thiago Lacerda, Cleo Pires, Marjorie Estiano, José de Abreu e Leonardo Medeiros, entre outros no elenco.

    O Rio Grande do Sul do fim do século 19 é o palco para esse drama histórico que traça, por mais de 100 anos, um painel da formação social e política da região. Bibiana Terra (Fernanda Montenegro, já na terceira idade, e Marjorie Estiano, quando nova) é a ente mais velha de sua genealogia e narradora dessa trama. A personagem contextualiza o centenário confronto entre as famílias Amaral, republicana, e a Terra-Cambará, federalista, na cidade de Santa Fé.

    Após mais uma investida armada da primeira, a segunda tem seu sobrado invadido e se vê obrigada a se defender com as poucas armas à disposição. A vigília permanece por dias, mas a comida logo começa a faltar e a matriarca, idosa e enferma, recebe a visita do falecido marido, o capitão Rodrigo (Thiago Lacerda). Juntos, eles resgatam a trajetória do conflito e do amor separado pela morte.

    A exibição para Grande São Paulo, assim como para todo o Brasil, está prevista para 23h05.

    Leia mais aqui

  • 20/05/2019 - Marjorie Estiano concorre ao Grande Prêmio de Cinema Brasileiro 2019
    Fechar

    Marjorie Estiano concorre ao Grande Prêmio de Cinema Brasileiro 2019

    Marjorie Estiano é uma das indicadas para concorrer no 1º turno do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019. A atriz concorre nas Categorias: Melhor Atriz (por seu trabalho em As Boas Maneiras e Todo Clichê do Amor) e Melhor Atriz Coadjuvante (Com Milene, seu personagem em Paraíso Perdido). Organizado pela Academia Brasileira de Cinema, o evento agracia as melhores produções audiovisuais brasileiras.

    Além de Marjorie Estiano, os filmes As Boas Maneiras, Paraíso Perdido e Todo Clichê do Amor concorrem em outras 15 categorias, entre elas, Melhor Longa Ficção e Melhor Direção.

    No Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, a votação em primeiro turno é feita entre os membros da Academia Brasileira de Cinema. Os cinco finalistas de cada categoria estarão na final para concorrer ao Troféu Grande Otelo.

    Leia aqui.