• 17/12/2018 - Temporada da série termina com o hospital em estado grave
    Fechar

    Temporada da série termina com o hospital em estado grave

    O Macedão parece ter sido modernizado, mas o que ninguém imagina é que, na verdade, ele está em ruínas. No último episódio da segunda temporada de ‘Sob Pressão’, previsto para ser exibido na terça, dia 18, a chegada de dois pacientes mostra a ambiguidade na gestão de Renata (Fernanda Torres). Enquanto há equipamentos caros e máquinas de última geração, faltam materiais básicos essenciais para salvar vidas. E as consequências disso são trágicas para os médicos, pacientes, para Renata e também para o hospital público de Cascadura.

    Ainda com a falsa sensação de que mudanças positivas têm acontecido por ali, o neurocirurgião Rafael (Tatsu Carvalho) se impressiona com uma máquina de tomografia com contraste durante o atendimento a Tigre (Jackson Antunes), um lutador de boxe que participa de lutas clandestinas. Em contrapartida, na sala de cirurgia, a falta de um fio faz Henrique (Humberto Carrão) e Carolina (Marjorie Estiano) amputarem a perna de Leandro (Guilherme Gonzalez), um paciente lesionado após a queda de uma retroescavadeira no membro.

    Visivelmente abalado com o procedimento cirúrgico, Henrique começa a perceber o quanto o esquema de Renata é prejudicial à vida dos pacientes e enfrenta a gestora do hospital ao ser questionado sobre a cirurgia e a atitude tomada para salvar a vida do homem: “Louco eu tava quando entrei no seu esquema”. Renata entende que a situação está cada vez menos sob controle e faz novas ameaças ao emprego de Carolina. Mas a atitude não impede Henrique de revelar o que sabe aos colegas, que levam o caso à polícia, o que culmina em uma investigação no Macedão. Porém, a queda da diretora ainda parece estar longe de acontecer e não é ela quem recebe voz de prisão.
    Não percam!

    Fonte: Comunicação Globo

  • 16/12/2018 - Sob pressão leva o Troféu UOL TV de Melhor Série de 2018
    Fechar

    Sob pressão leva o Troféu UOL TV de Melhor Série de 2018

    Num ano em que as séries se destacaram mais que as novelas, “Sob Pressão” foi a escolha vitoriosa do público na categoria com 36,15% dos votos. Nilson Xavier elogiou a série global pela originalidade. “É uma série que não tem nada a ver com o que é feito lá fora. É uma série com uma realidade nossa. Não é uma cópia. Não é para gringo ver”, disse.

    Veja o vídeo.

  • 15/12/2018 - As 10 maiores personalidades do cinema brasileiro neste ano
    Fechar

    As 10 maiores personalidades do cinema brasileiro neste ano

    A nata da nata da sétima arte nacional neste ano.

    As ondas de representatividade que inundaram Hollywood nos últimos anos finalmente parecem ter chegado com força total à sétima arte brasileira.
    O cinema nacional foi agraciado em 2018 com a marca da diversidade.

    A tendência reflete-se diretamente na lista preparada pelos críticos do AdoroCinema para eleger as 10 maiores personalidades das telonas brasileiras — e, ocasionalmente, internacionais — dos últimos 12 meses.

    Com uma predominância feminina (dos 12 profissionais selecionados, 8 são mulheres), a compilação deste ano também aprofunda uma curva evolutiva que já podia ser identificada nas quatro edições anteriores do presente selecionado do AdoroCinema: se em 2017 não haviam negros em posição de destaque no nosso Top 10, agora as coisas mudaram de figura, com três mulheres negras na lista.

    Pulverizada entre filmes de diversos gêneros, as 10 grandes personalidades do cinema brasileiro vem de produções independentes e/ou marginais ao sistema.

    Marjorie Estiano:
    Enquanto Marjorie Estiano também poderia ser uma forte concorrente ao prêmio de maior número de aparições consistentes e relevantes nas telonas, a atriz debuta em nossa lista por outro motivo: a coragem de deixar os papéis convencionais para trás e se arriscar nas produções indie do cinema nacional. Assim, por mais que tenha feito parte de produções como Paraíso Perdido e Todo Clichê do Amor, Estiano repaginou sua carreira em As Boas Maneiras, o premiado e aclamado terror/conto de fadas da dupla Juliana Rojas e Marco Dutra.

    Entregando uma das melhores performances de 2018 ao lado de Isabél Zuaa, a atriz demonstra que está mais do que disposta a explorar outras possibilidades e outros lados de seu talento, muito além do que o público cativo das novelas está acostumado a ver (RF).

    Leia mais

  • 14/12/2018 - Sob Pressão desbanca novelas em premiação da Globo
    Fechar

    Sob Pressão desbanca novelas em premiação da Globo

    A série Sob Pressão, que teve duas temporadas, conquistou o Prêmio Estúdios Globo 2018 como melhor Produto de Dramaturgia. Protagonizada por Marjorie Estiano e Júlio Andrade, a produção conseguiu enorme repercussão junto ao público e prestígio entre os críticos.

    A história desbancou as novelas Segundo Sol, Orgulho e Paixão, Deus Salve o Rei, além das séries Ilha de Ferro, Carcereiros, Assédio, Mister Brau, Pais de Primeira, Se Eu Fechar os Olhos Agora, entre outras produções que foram feitas na emissora carioca.

    A premiação tem como objetivo prestigiar os funcionários da Casa. Os convidados para fazerem parte do grupo de especialistas foram Boninho, Carlos Schroder, Eduardo Figueira, Glória Perez, Marcius Melhem, Monica Albuquerque, Ricardo Waddington e Silvio de Abreu.

  • 13/12/2018 - Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg, vence APCA de Cinema 2018
    Fechar

    Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg, vence APCA de Cinema 2018

    O prêmio da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) anunciou nesta quarta (12) os vencedores de 2018 em diversas categorias.

    Entre os premiados está o longa Paraíso Perdido, de Monique Gardenberg, que levou o Prêmio Interpretação Coletiva, pelo elenco que reuniu grandes nomes como Erasmo Carlos, Marjorie Estiano, Julio Andrade, Hermila Guedes, Seu Jorge entre outros.

    Paraíso Perdido narra a saga da excêntrica família de José (Erasmo Carlos). Marcada por perdas e desencontros, eles buscam ser felizes encerrados no Paraíso Perdido, uma boate parada no tempo, onde cantam música popular romântica.

    O evento realizado em São Paulo, reuniu críticos de artes de diversas áreas para escolher os melhores de 2018 em dez categorias, como Arquitetura, Artes Visuais, Cinema, Dança, Literatura.