• 05/07/2019 - Marjorie Estiano e Júlio Andrade emocionam em “Sob Pressão”
    Fechar

    Marjorie Estiano e Júlio Andrade emocionam em “Sob Pressão”

    O episódio duplo exibido na quarta-feira passada, sendo o décimo em plano-sequência, tirou o fôlego e apresentou uma adrenalina impressionante. O choque do caos da saúde pública com a catástrofe da segurança pública foi exposto com maestria. De aplaudir de pé. Não por acaso registrou o recorde de audiência da terceira temporada: 24 pontos. E a trama se encerrou com o angustiante gancho de Carolina desesperada com o silêncio do aparelho de ultrassom na hora que verificou o estado de seu filho, depois que levou uma forte pancada na barriga durante o tiroteio no hospital.

    Infelizmente, o décimo primeiro episódio mostrou que a médica mais querida da ficção perdeu o bebê que esperava de Evandro. Mas a trágica consequência da tensão no São Tomé Apóstolo resultou em uma sucessão de cenas tensas e emocionantes.

    Os atores sempre honraram o protagonismo da série e nunca surpreendem, pois o talento de ambos é conhecido há muitos anos. É um privilégio vê-los juntos em cena formando um casal tão apaixonante e real. Impossível não ter chorado com eles em praticamente todos os momentos exibidos nesta semana.

    O intérprete ainda brilhou quando Evandro soube por Charles (Pablo Sanábio) que Carolina já estava salva e esperava um menino. Chorando em uma mescla de alegria e tristeza, o médico fez questão de lembrar que o bebê se chamaria Samuel em homenagem ao diretor falecido do extinto Macedão (vivido por Stepan Necerssian). Sua última cena, aos prantos no quarto da criança, foi de cortar o coração.

    Já Marjorie deu um banho de sensibilidade assim que Carolina acordou e se deparou com o marido ao seu lado. Isso, claro, depois de ter protagonizado cenas de profunda dor em todo instante do pavor da médica com a perda do filho. Ela ainda se destacou ao lado de Drica Moraes em um momento de conversa franca entre Carolina e Vera. A esposa de Evandro confessou que não contou nada porque no fundo esperava um milagre. De chorar. Que atriz!

    Leia mais:

  • 03/07/2019 - PORTUGAL: ENTREVISTA A MARJORIE ESTIANO- “O FANTÁSTICO TE LIBERTA DE MUITAS REGRAS”
    Fechar

    PORTUGAL: ENTREVISTA A MARJORIE ESTIANO- “O FANTÁSTICO TE LIBERTA DE MUITAS REGRAS”

    O próprio nome já cria uma unicidade. Marjorie Estiano. O apelido, que não vem na certidão de nascimento, é uma homenagem ao avô paterno, que não conheceu. É, aos 37 anos, uma atriz que não deixa nenhum papel escapar da memória de quem vê, um dom, num tempo preenchido pelo efémero e superficial. A carreira, com pouco mais de uma década, está recheada de mulheres diferentes. Marjorie, como o seu Brasil, tem mil faces e citando um verso de um poema de Adélia Prado, Com Licença Poética, “Mulher é desdobrável. Eu sou”, assim é ela. Nada óbvia, aí reside o encanto. A atriz esteve em Lisboa a convite da Embaixada do Brasil em Portugal para estar presente na exibição do filme “As Boas Maneiras”, incluído na 2.ª Mostra de Cinema do Brasil, que decorreu no São Jorge. Um filme pelo qual tem uma paixão imensa. E falamos com ela.

    Marjorie, a atriz. Que foi Laura, Manuela, Bibiana, Marina, Maria Paula, Cora, Beatriz, Carolina, Emília, Milene, Giovanna, Natacha, a Tônia, a Mariana de Ligações Perigosas, um dos meus filmes e livros preferidos. São mulheres que não se esquecem. Como consegue compor mulheres tão diferentes, que torna em extremamente reais, credíveis? Todas estavam em si? Qual o seu método?

    O meu processo de construção das personagens é o resultado de uma composição de vários elementos. Tem algo comum em cada processo e tem suas particularidades de acordo com cada personagem e obra. O roteiro é a base e o processo de pesquisa varia. Muitas vezes se vale de imagens, pinturas, fotografias, esculturas, exercícios práticos de investigação, discussão… tem uma parte intelectual e uma parte física de investigação. Muitas coisas são entendidas através da experiência e ocupam um espaço muito próprio e sensorial. Os olhos entendem de uma forma diferente da palavra e é assim com todos os sentidos que se somam em um novo registro de códigos, que contribuem para o entendimento e composição da personagem.

    Leia mais aqui

  • 01/07/2019 - O Show da ‘ Doutora’ Marjorie – Coluna Ancelmo Gois – “O Globo”
    Fechar

    O Show da ‘ Doutora’ Marjorie – Coluna Ancelmo Gois – “O Globo”

    A atuação de Marjorie Estiano como a Dra. Carolina de “Sob pressão” está, como se sabe, rendendo muitos elogios.
    A atriz foi o destaque do episódio duplo da semana passada — a personagem, que está grávida, acabou ficando no meio de um tiroteio entre policiais e milicianos. O estado de saúde de Carolina (Marjorie Estiano) se agrava no próximo episódio.

    Após levar uma pancada na barriga, ela perde o bebê, mas não revela o que aconteceu ao marido. Sentindo fortes dores, ela trabalha normalmente, até que desmaia na sala de cirurgia.
    Carolina é levada às pressas para a emergência, onde se constata o aborto e a necessidade de uma cirurgia. Décio (Bruno Garcia), então, não permite que Evandro (Julio Andrade) atenda a mulher. Charles (Pablo Sanábio) é o médico responsável pelo procedimento, no qual luta pela vida de Carolina.

    O trabalho dela na série tem rendido tantos elogios que Marjorie passou a ser procurada para eventos e campanhas ligadas à área de saúde. A atriz, como se sabe, está também escalada para a próxima série de Maria Adelaide Amaral, “O selvagem da ópera”.

    Coluna Ancelmo Gois – OGlobo

  • 30/06/2019 - Atuação da semana: Marjorie Estiano dá show e pega “Sob Pressão” para ela
    Fechar

    Atuação da semana: Marjorie Estiano dá show e pega “Sob Pressão” para ela

    Atriz protagonizou uma grande sequência essa semana

    Na primeira temporada de “Sob Pressão”, a crítica e parte dos telespectadores fizeram questão de elogiar o brilhante trabalho de Marjorie Estiano na série da Globo. A tal ponto de que muita gente apostou que ela estaria na lista final de indicadas ao Emmy Internacional. A indicação não chegou, mas a atriz segue brilhando intensamente e, no décimo episódio da última temporada da série, roubou a cena e mostrou que é, disparada, a maior aquisição desta produção.

    Num capítulo em que a direção optou por inovar e apresentar três belíssimos planos-sequências, Marjorie foi a única do elenco a agarrar a oportunidade dada, visto que os olhos do Brasil e, certamente de outros países se depositarão por conta da inovação estética.

    Ela sempre foi uma atriz visceral. Desde que surgiu na TV como a vilã Natasha de “Malhação” em 2004, ela já se mostrava fugir do caminho do naturalismo e não costumava adotar nenhuma tática minimalista de interpretação. Marjorie sempre foi uma das melhores, senão a melhor intérprete de sua geração.

    Neste episódio em especial, com a câmera a perseguindo por todos os ângulos, coube a atriz saber a hora certa de dar a movimentação exata para manter o distanciamento correto do olhar do público. Além da marcação que, obviamente foi difícil a todos, Marjorie teve de escolher sobre a postura corporal de sua personagem, visto que a câmera em plano-sequência praticamente persegue o ator. E ela interpretou com cada pedaço de seu gene.

    A impressão que se deu ao final deste décimo episódio foi que “Sob Pressão” foi escrito e pensado especificamente para dar a Marjorie Estiano a oportunidade de brilhar. E ela agarrou com unhas e dentes. O resultado foi um deslumbre.

    Matéria completa aqui:

  • 28/06/2019 - ESTADÃO: Que grande atuação de Marjorie Estiano em ‘Sob Pressão’
    Fechar

    ESTADÃO: Que grande atuação de Marjorie Estiano em ‘Sob Pressão’

    Atriz brilhou no episódio da série que foi exibido na quarta, 26, durante um plano-sequência de tirar o fôlego

    O longo plano-sequência (que registra uma ação inteira sem cortes), usado em um dos momentos talvez mais tensos de toda a série, foi de tirar o fôlego do espectador. Essa sequência tinha, como pano de fundo, a troca de tiros entre milicianos e policiais – e o hospital se tornou um cenário de guerra, com gente ferida e equipe médica, com nervos a flor da pele, tendo de socorrer os pacientes mesmo com o perigo iminente de serem atingidos.

    Nesse momento, Marjorie Estiano brilhou. Que grande atriz Marjorie se tornou. E pensar que o público a viu despontar na novela Malhação, em 2004, como Natasha, do grupo Vagabanda. Mas já ali havia algo de especial naquela vilã juvenil. Talentosa, Marjorie aprimorou sua atuação ao longo desses anos, na TV e também no teatro e no cinema. E não é exagerado dizer que a atriz está em seu auge agora em Sob Pressão.

    Carolina havia saído de uma sala para pegar plasma para salvar um paciente atingido por tiro quando aconteceu o incidente. Ela retornou à sala e, mesmo dominada por dor (e medo de algo ter acontecido com seu bebê), ela ajudou a realizar a cirurgia no rapaz.

    Depois, saiu de lá e, expressando um misto de pavor e dor em seu rosto, caminhou até outra sala para usar o aparelho de ultrassom e ouvir os batimentos cardíacos do bebê. Mesmo que só em pensamento, o espectador torceu para ouvir os batimentos. Nada. E a câmera no rosto de Marjorie captou a alma de uma mãe no auge do desespero. Que grande cena. Que grande atuação.

    Matéria completa leia clicando aqui.